Celebramos a vida da Rosalina agora que partiu a 19 de julho, à beira do 42.º Congresso do MEM.
Lembramos com emoção todo o empenhamento que pôs na génese e construção
do nosso Movimento da Escola Moderna.
Com ela contámos até ao limite da sua vontade e continuamos a dispor da sua inspiração.